terça-feira, julho 26, 2005

O tempo que volta para trás

Na 2 um debate sobre uma nova legislação reguladora da actividade jornalística. A propósito da possível violação dos direitos pessoais percebe-se que o sistema político-económico-jurídico existente pretende um organismo para, além dos conselhos de imprensa existentes e dos tribunais, impor sanções aos jornalistas que fotografem "personalidades" em calção de banho, fora das suas funções oficiais! E claro, muitas mais situações virão a ser susceptíveis de punição desde que "ofendam" os poderes constituídos! Docemente, as restrições à liberdade de imprensa começam a aparecer e quando se coartam liberdades, nunca se sabe onde acabaremos. No decorrer do programa, uma declaração filmada de José Manuel Fernandes, desassombrada, põe os pontos nos is: trata-se de um assunto grave de ataque à liberdade de imprensa. Parabéns ao director do Público pela sua visão acertada do problema. Felizmente, ainda não estão todos adormecidos.

Sem comentários: